Os autores deste jornal virtual cumprimentam todos os que passam os olhos pelos assuntos destas páginas.
Sexta-feira, 11 de Abril de 2008
Conhecer melhor a cidade do Porto

Então no próximo domingo 13 de Abril é mais uma manhã a conhecer melhor a cidade do Porto. Enquanto uns acompanharão, como eu, o Sr. Germano Silva, outros farão companhia ao Dr. Hélder Pacheco e outros ainda ao Dr. Júlio Couto. Tudo nesta cidade do Porto. É ou não é verdade que só não conhece melhor a cidade do Porto quem não quer?

Saudações tripeiras do Francisco e boa visita de estudo para todos.


Sinto-me: Bem
Música: 'Porto sentido' RUI VELOSO
Marcadores:

Publicado por caminheiro1 às 23:55
link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

4 comentários:
De Ass. Moradores de Monte do Tadeu / Santo Isidro a 12 de Abril de 2008 às 00:44


Monte do Tadeu: o ponto mais alto de toda a cidade do Porto!

Toda esta zona habitacional é nada mais, nada menos do que a zona mais alta existente em toda a cidade do Porto. Estamos a falar da zona habitacional do Monte do Tadeu e do Monte dos Congregados.
A história desta zona habitacional remonta ao tempo dos Padres e Frades da Congregação do Oratório de Regra em honra de S. Filipe de Néri, que estabeleceram a sua casa na cidade do Porto, no ano de 1680, mesmo ao pé da estação de S. Bento, num espaço ainda hoje existente e actualmente ocupado pela Igreja dos Congregados em honra de Santo António, e obtiveram para seu recreio uma vasta propriedade com casa que servia, simultaneamente, de hospital, nas abas do Monte de Santa Catarina, que deles recebeu o nome de Quinta dos Congregados.
Data de 1785 o mais antigo registo paroquial (Santo Ildefonso) que se refere a esta zona (uma Quinta do Monte de Santa Catarina).
Os Padres e os Frades congregados a S. Filipe de Néri possuíram essa Quinta, para seu recreio, até ao ano de 1834, ano em que entrou na posse do Estado (CM do Porto) em virtude da extinção das Ordens Religiosas. O novo proprietário (CM do Porto) vendeu-a, por baixo preço, a um cidadão Brasileiro, de apelido Moreira.
Foi este quem mandou (fazendo uma concepção) explorar uma grande pedreira, no ano de 1852, que ali existia, e ainda existe no actual espaço da Cooperativa dos Pedreiros Portuense e em terrenos vizinhos, cedendo depois parte do leito dela à Câmara Municipal do Porto, o que veio mais tarde a dar origem a parte da Rua Duquesa de Bragança, depois chamada de Heróis de Chaves, e hoje conhecida por Rua de D. João IV.
Nesta rua desembocavam duas serventias, sem continuidade: a da Igreja de Santa Catarina, que no ano de 1835 tomou o nome de Rua de Fernandes Tomás, e uma outra que é a Rua do Moreira – o feliz cidadão Brasileiro, dono da Quinta dos Congregados – mais tarde prolongada até à Rua de S. Jerónimo, fundada em 1878, que em 1913 tomou o nome de Rua de Santos Pousada, ilustre Jornalista, Professor, Político da cidade do Porto, Deputado e Republicano.
Mais tarde, nos finais dos anos trinta do século XIX, com o desmembramento da Quinta dos Congregados, foram fundadas uma série de novas ruas na zona mais alta de toda a cidade do Porto, entre as quais a Rua do Monte dos Congregados (rua mais alta de toda a cidade do Porto, circulada por trânsito a peões e a automóveis), situando-se a mesma entre a Rua da Alegria e o velho Jardim do Monte do Tadeu.
No cimo do Monte dos Congregados esteve a Compagnie Géneral des Eaux Pour l`Etranger, que foi a concessionária do abastecimento de água à cidade do Porto desde 1887 até 1927.
Foi fundada também nessa época a Rua do Monte do Tadeu, na qual existe o melhor e natural, o mais alto e o mais bonito Miradouro da Cidade do Porto, e onde é possível ver, a partir dele, toda a Freguesia do Bonfim e, em dias de céu limpo, outras cidades vizinhas do Porto (Matosinhos, Valongo, Gondomar e V. N. Gaia), e ainda o Rio Douro e o Oceano Atlântico, bem como todas as pontes que fazem a ligação da cidade do Porto com a cidade de V. N. Gaia.
Actualmente o ponto mais alto de toda a cidade do Porto está a necessitar, urgentemente, de ser requalificado urbanisticamente, para depois poder ser visitado por muitas pessoas oriundas das mais variadas partes de Portugal e, até mesmo, de todo o Mundo.
Para chegar ao ponto mais alto de toda a cidade do Porto (Monte do Tadeu) basta subir a Rua do Monte dos Congregados pelo lado da Rua da Alegria e depois descer a já referida rua (Monte dos Congregados) e virar à direita para chegar ao velho Jardim do Monte do Tadeu. Depois, vira-se novamente à direita até poder chegar a uma escada que dá acesso ao Principal Miradouro da Cidade do Porto. Ai pode contemplar-se paisagens magníficas, principalmente se conseguir ter acesso ao varandim do depósito de água da torre.

Mário Sousa*
mario.sousa1@sapo.pt

*Projectista, licenciado em Avaliação da Qualidade de Estudos de Impacte Ambiental, sócio-fundador e presidente da Associação de Moradores de Monte do Tadeu / Santo Isidro, Bonfim-Porto, responsável pelo Pelouro do Ambiente do PS/Bonfim, Porto. Investigador e Autor desta História.


De antonio a 12 de Abril de 2008 às 17:46
Bem, fiquei a saber que o ponto mais alto da cidade é no Monte Tadeu por um lado, por outro que as promessas eleitorais de Rui Rio ainda não foram concretizadas.

(antonio)


De Ass. Moradores de Monte do Tadeu / Santo Isidro a 13 de Abril de 2008 às 02:16

Falta de solidariedade… num Porto (in)Feliz!...

Actualmente a Associação de Moradores de Monte do Tadeu / Santo Isidro, na freguesia do Bonfim, na cidade do Porto, que existe desde a sua fundação, 10 de Julho de 2001, com um grupo de pessoas voluntariosas e muito cientes dos deveres de cidadania e humanismo que nos devemos uns aos outros, está a ser alvo de perseguição, de forma continuada, por parte da Câmara Municipal do Porto que agora quer fechar-nos as portas da nossa sede social e administrativa sito: Rua do Monte dos Congregados, n. 91, Bonfim, 4000-339 Porto, só porque resolvemos reclamar sobre vários aspectos que incomodam e fazem sofrer alguns residentes da área da nossa jurisdição, e também de outros espaços vizinhos de onde nos chegam com várias reclamações as pessoas desses locais com falta de defensores em causa própria.
Todos nós sabemos dos problemas sociais que actualmente existem na Cidade do Porto, como, por exemplo, os arrumadores de carros, toxicodependentes e outras pessoas sem-abrigo que merecem um melhor tratamento por parte da Câmara Municipal do Porto, coisa que não é fácil, com o dr. Rui Rio na presidência.
Estou, neste momento, a recordar-me de todo o dinheiro que foi mal gasto, quanto a mim, e recentemente disponibilizado para as corridas de carros realizadas na zona da Foz e Boavista, ou ainda o que foi gasto na brincadeira de aviões que, na zona da Foz do Douro, se realizou nos dias 31 de Agosto e 1 de Setembro de 2007, e que, quanto a mim, é mais um gasto supérfluo, enquanto houver um sem-abrigo a passar fome, um arrumador de carros com dificuldades em sobreviver ou outro tipo de pessoas carenciadas a passar mal e a viver com falta de condições básicas, sociais e humanas para a sua sobrevivência. E é por dizer e escrever este tipo de comentários verdadeiros e com muito fundamento que nos querem fechar as portas (para ver se nos calam e se desaparecemos do mapa), mas continuaremos a dizer e a escrever sempre no nosso humilde e despretensioso ponto de vista, e porque o que sempre nos moveu são apenas aqueles que mais padecem na cidade do Porto, que gostava-mos de ver o presidente da Câmara do Municipal do Porto, dr. Rui Rio, como também o presidente da junta de freguesia do Bonfim com os olhos mais humanistas e a verem onde o nosso dinheiro é mais bem empregue e onde faz mais falta, e não aproveitar-se (dr. Rui Rio) dos "coitadinhos" para estar constantemente a fazer oposição com fins eleitoralistas, pensando mais nas próximas autárquicas do que nessas pessoas mais carenciadas e em outras situações urgentes, como, por exemplo, as obras prometidas há mais de cinco anos (Novembro de 2001), em pré-campanha das eleições autárquicas desse ano, por si próprio dr. Rui Rio na zona do Monte do Tadeu e que ainda estão por começar. Até quando dr. Rui Rio?
E no que diz respeito aos "Coitadinhos", ainda nos lembramos de o dr. Rui Rio estar a mal tratar todas as pessoas que se deslocam ao "Coração da Cidade" para matar a fome.
Dr. Rui Rio, deixe de governar a cidade do Porto na base de um arcaico protagonismo com fins eleitoralistas e pense efectivamente mais nas pessoas que actualmente sofrem e passam muitas dificuldades por falta de uma resposta da sua parte. Afinal, dr. Rui Rio, o seu lema "deixe de dar que nós damos por si" aos arrumadores de carros da cidade do Porto não era bem assim. Afinal quem dava era o Governo da Nação.
E já que querem acabar com a nossa Associação de Moradores de Monte do Tadeu / Santo Isidro, fechando-nos as portas da sede social e administrativa da nossa Associação de Moradores que á mais de seis anos faz um trabalho muito digno e útil na zona onde está implementada e ajuda ainda outras, e depois de já nos terem fechado outras portas, só porque não nos vendemos e continuarmos sempre a reclamar sobre tudo o que está mal. Isto é de mais dr. Rui Rio, mas fique com a certeza de que se nos fechar as portas da sede como nos fecharam outras na Câmara Municipal do Porto e da Junta de Freguesia do Bonfim, não vão acabar com o trabalho de todos aqueles que de forma digna sempre souberam o que é o dever de cidadania e humanismo.

Mário Sousa* - Bonfim, Porto
mario.sousa1@sapo.pt

*Presidente da Associação de Moradores de Monte do Tadeu / Santo Isidro, Bonfim-Porto.


De Anónimo a 15 de Abril de 2008 às 23:57
Bom, parece que desta feita lá resolvi o problema que estava aqui a gerar com as ligações às fotos que fiz aos participantes no último passeio.

Assim, volto a reforçar a informação sobre o endereço das mesmas e esperar que S. Pedro esteja de bom humor no próximo domingo, dia 20 de Abril...

http://s128.photobucket.com/albums/p175/RuiFerreira/Porto%20-%20Passeios%20da%20Primavera%202008/

Rui Ferreira


Comentar artigo

Este blog é dos autores que já aderiram, a saber:
Pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


Artigos recentes

Passeios pelo Porto

1.º dia mundial da rádio

Quo vadis Portugal?

Guimarães, capital europe...

Pelo Jornal de Notícias

Quo vadis Portugal?

41.º encontro do curso

Finanças

Portugal, aos poucos, vai...

Cimeira

Passeio JN/FNAC de 27 de ...

Homenagem ao fado

Lançamento de livro

São Martinho

Entrega de prémios

Passeios pelo Porto

PPP = Parcerias Público P...

Estou revoltado.

Por favor, comentem.

Orgulho-me de ser paranhe...

Proclamação da República ...

Passeio JN/FNAC de 25 de ...

Quo vadis Portugal?

Passeios pelo Porto

Dia 24 de agosto

Violência em Londres

A cidade do Porto

O dia-a-dia

Efeméride

Dia da Amizade

Conhecer melhor a cidade ...

Conhecer melhor a cidade ...

Onde chegaste tu, Portuga...

Deprimente

Quem nos governou

Dia da mãe

Dia da Terra

Passeios pelo Porto

Tributo a Yuri Gagarin

Passeios pelo Porto

Rosa Albardeira - Baile P...

Passeios pelo Porto

Passeios pelo Porto

Dúvida

Dia do Pai

Homenagem

Passeios pelo Porto

Passeios pelo Porto

Desafio

A barragem do Tua

Arquivos

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Marcadores

1.º dia da rádio

24 de agosto

25 de abril

41.º encontro

5 de outubro

a "arma"

a escola já não é a mesma

A não perder

abril 2006

álcool

aliados

alimentação

almoço de 2005

aniversário

aniversários

antonio barreto

apelo

autores portugueses

avc

bibliotecas

boas vindas

bruxelas

capital cultura 2012

carnaval

cascatas

cidade

cinema

comboios

como participar no blog

comunicados

concurso fotografia

conhecer a cidade

consumidor

contrastes

conversas

crítica

Crítica

crónica de domingo

crónicas

cultura

debates

deprimente

desabafos

desafio

desafios e enigmas

desporto

destaques

dia da água

dia da amizade

dia da música

dia da poesia

dia do café

dia do consumidor

dia do não fumador

dia do pai

dia dos namorados

dia internacional da mulher

dia-a-dia

distinções

educação

Efeméride

efemérides

Efemérides

eleições

encontro 2007

encontro 2008

enganada

entrevistas

erros

espaço de pensamentos

estado de espírito

estou revoltado

europa

fado

feiras rurais

férias

Férias

finanças

fiscalidade

futebol

germano silva

guimaraes

lamentos

lembranças

lendo

livros

música

natal 2008

natal 2009

o porto a pé

passeios

porto

quo vadis portugal

quotidiano

república

são joão

são martinho

Subterrâneos

viagens

visitas guiadas

todas as tags

Ligações úteis
Participar

participe neste blog

mais comentados
Número de visitas
Site Counter
Bpath Counter
blogs SAPO
subscrever feeds