Os autores deste jornal virtual cumprimentam todos os que passam os olhos pelos assuntos destas páginas.
Quarta-feira, 16 de Maio de 2007
Olhar o Porto na ponte Luís I - (cont.)

 

Há dias neste blog reportei-me ao bulício da ponte 100 anos atrás. Vou hoje tentar sacar das minhas memórias de há perto de 50 anos. Já estou a ver aí desse lado a interrogarem-se e lançando para o ar: este tipo já é velho com´ó caraças! Bem tudo na vida é relativo e ao fim e ao cabo interessa é podermos partilhar aqui na blogosfera troca de saberes e pontos de vista. Olhem, podem crer que tenho aprendido.
Mas a ponte de há 50 anos?!...

Estávamos ainda numa fase em que a indústria fabril fervia na cidade. Por volta do meio-dia eram filas de mulheres na ponte, de Gaia para o Porto, que traziam à cabeça os almoços para os maridos, pais ou filhos, tenho esta imagem bem presente. O eléctrico era o meio de transporte muito utilizado entre Gaia (Stº Ovídio) e Porto, mas a maioria dos trabalhadores faziam a penantes grandes distâncias para o trabalho. A classe médica naquela altura não tinha motivos para dizer aquilo que hoje faz parte da receita: mexa-se sr. obeso.

Em 1962 uma grande cheia no rio Douro fez grandes estragos em pessoas e bens. Foi de tal maneira assustadora que se dizia que as autoridades estavam já prontas para cortar a ponte de baixo, nome que tem aqui no Porto o tabuleiro inferior, pois a água aos baldões com pipas, alfaias agrícolas e árvores estava a rasá-la. Todos certamente já ouviram esta história que na altura foi entendida com seriedade mas hoje não passa duma anedota, pois uma ponte não se corta com a facilidade de um queijo suíço!

A altura da ponte foi sendo aproveitada pelos desesperados para o apito final. Durante o governo salazarista as pessoas caíam ao rio como eufemísticamente se dizia na imprensa, a censura não queria ouvir falar em suicídio. O célebre duque da Ribeira muito trabalho teve com o seu barco na pesca dos náufragos e aqui há histórias caricatas, algumas mulheres foram salvas pois devido ao balão das saias a queda era amortecida. (Foi assim que se safou a D. Antónia Ferreirinha no Rio Douro no sítio Cachão da Valeira, ia num barco rabelo que virou tendo o seu amigo, Barão de Forrester, ido para o fundo).

A ponte Luís I atrai-me de sobremaneira. Para a época fazer uma obra desta envergadura com dois tabuleiros foi de gente com visão alargada. Vamos agora a uma comparação com a tacanhez dos governantes que nos têm gerido. Todos sabem o que aconteceu à ponte de Entre-os-rios em 2002,  que eu atravessei vezes sem conta. Pois no mesmo local foi feita uma nova ponte em tempo record, e pasme-se, a 50 metros foi feita outra para uma via (IC 35) que vai ligar Penafiel a Castelo de Paiva. A pergunta lógica de qualquer leigo é óbvia: então uma só estrutura não poderia servir para os dois trânsitos, local e o outro? Bem só falta dizer que isto se passou no governo Guterres que foi um governo despesista, como hoje é consensual pelos melhores economistas.

   Fiquem bem, antonio


Marcadores:

Publicado por antonioduvidas às 09:34
link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

2 comentários:
De Franc a 16 de Maio de 2007 às 23:27
Boa crónica, meu caro António. E é assim que a História se vai escrevendo. Agora, se me permites, deixaria aqui um link para esclarecer quem foi o Duque da Ribeira, de seu nome Deocleciano Monteiro, não vá alguém pensar em linhagens complicadas. É só aceder a http://jn.sapo.pt/2006/07/28/porto/quem_deocleciano_monteiro_duque_ribe.html
Aquele abraço do Francisco.


De Marta Portocarrero a 7 de Novembro de 2007 às 20:08
Olá, boa noite!

Sei que somos desconhecidos mas precisava que me desse uma ajudinha,se fosse possível (talvez esta não seja a forma mais delicada de iniciar um comentário a uma crónica fantástica que encontrei,ao acaso, perdida na internet, mas realmente preciso mesmo de ajuda).
Tenho 17 anos e frequento o 12º ano da Escola Secundária Clara de Resende. Ao ler o seu artigo fiquei com a sensação de que gosta bastante da cidade do Porto e conhece grande parte das suas tradições.culturais e sociais.
Uma vez que tenho de apresentar um trabalho para a disciplina de Área de Projecto sobre mitos e lendas portuenses, achei que não poderia perder a oportunidade de lhe pedir que me ajudasse, transmitindo-me o seu conhecimento sobre este assunto do qual tão pouca gente escreve.
Assim atrever-me-ia a pedir-lhe que me enviasse qualquer tipo de informaçao sobre mitos, lendas e histórias da cidade do Porto para o email: marta_portocarrero@hotmail.com.
Como já referi gostei bastante da sua crónica. É uma sensação agradável sabermos que alguém cultiva o gosto pela cidade e transmite as suas recordações com tanto entusiasmo como o fez.

Com os melhores cumprimentos,

Marta Portocarrero


Comentar artigo

Este blog é dos autores que já aderiram, a saber:
Pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


Artigos recentes

Passeios pelo Porto

1.º dia mundial da rádio

Quo vadis Portugal?

Guimarães, capital europe...

Pelo Jornal de Notícias

Quo vadis Portugal?

41.º encontro do curso

Finanças

Portugal, aos poucos, vai...

Cimeira

Passeio JN/FNAC de 27 de ...

Homenagem ao fado

Lançamento de livro

São Martinho

Entrega de prémios

Passeios pelo Porto

PPP = Parcerias Público P...

Estou revoltado.

Por favor, comentem.

Orgulho-me de ser paranhe...

Proclamação da República ...

Passeio JN/FNAC de 25 de ...

Quo vadis Portugal?

Passeios pelo Porto

Dia 24 de agosto

Violência em Londres

A cidade do Porto

O dia-a-dia

Efeméride

Dia da Amizade

Conhecer melhor a cidade ...

Conhecer melhor a cidade ...

Onde chegaste tu, Portuga...

Deprimente

Quem nos governou

Dia da mãe

Dia da Terra

Passeios pelo Porto

Tributo a Yuri Gagarin

Passeios pelo Porto

Rosa Albardeira - Baile P...

Passeios pelo Porto

Passeios pelo Porto

Dúvida

Dia do Pai

Homenagem

Passeios pelo Porto

Passeios pelo Porto

Desafio

A barragem do Tua

Arquivos

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Marcadores

1.º dia da rádio

24 de agosto

25 de abril

41.º encontro

5 de outubro

a "arma"

a escola já não é a mesma

A não perder

abril 2006

álcool

aliados

alimentação

almoço de 2005

aniversário

aniversários

antonio barreto

apelo

autores portugueses

avc

bibliotecas

boas vindas

bruxelas

capital cultura 2012

carnaval

cascatas

cidade

cinema

comboios

como participar no blog

comunicados

concurso fotografia

conhecer a cidade

consumidor

contrastes

conversas

crítica

Crítica

crónica de domingo

crónicas

cultura

debates

deprimente

desabafos

desafio

desafios e enigmas

desporto

destaques

dia da água

dia da amizade

dia da música

dia da poesia

dia do café

dia do consumidor

dia do não fumador

dia do pai

dia dos namorados

dia internacional da mulher

dia-a-dia

distinções

educação

Efeméride

efemérides

Efemérides

eleições

encontro 2007

encontro 2008

enganada

entrevistas

erros

espaço de pensamentos

estado de espírito

estou revoltado

europa

fado

feiras rurais

férias

Férias

finanças

fiscalidade

futebol

germano silva

guimaraes

lamentos

lembranças

lendo

livros

música

natal 2008

natal 2009

o porto a pé

passeios

porto

quo vadis portugal

quotidiano

república

são joão

são martinho

Subterrâneos

viagens

visitas guiadas

todas as tags

Ligações úteis
Participar

participe neste blog

mais comentados
Número de visitas
Site Counter
Bpath Counter
blogs SAPO
subscrever feeds