Os autores deste jornal virtual cumprimentam todos os que passam os olhos pelos assuntos destas páginas.
Sábado, 3 de Junho de 2006
Ainda há quem fale bem dos professores... haja Deus!

"Devo começar por esclarecer que não sou professora. Escrevo na condição de estudante - estou agora no ensino superior, mas o meu percurso escolar ainda está bem vivo na minha memória. Ser professora não está de todo nos meus planos, não pretendo fazer parte de uma classe tão claramente maltratada."

(In Público de 3 de Junho, "Cartas ao director")

Tive bons professores - alguns surpreendentemente bons, tendo em conta a infinidade de "reformas" de que eu e os da minha geração (a de 1982 - tenho 23 anos) foram "cobaias". Tive professores que me fizeram relembrar o gosto pelo teatro (algo adormecido desde as primeiras memórias enquanto pequenina espectadora do TIL), que o tornaram prática comum nos meus lazeres. Tive professores cujo grau de exigência acima da média (e acima do requerido pelos diversos ministérios) me fizeram trabalhar muito para conseguir decifrar equações e problemas de física, matemática, química... Tive também professores que, na idade das "filosofias", me mostraram como os filósofos de outros e deste tempo eram importantes e contribuíram para mudar as formas das coisas reais... e professores que me mostraram desde cedo como era importante ler - e escrever.
Acima de tudo, estes meus professores mostraram-me a insatisfação constante perante o conhecimento - e o querer saber mais. Mostraram-me também como é essencial superar-me sempre em cada etapa à procura de respostas e de como é importante saber exprimir-me para comunicar as minhas ideias. E, sobretudo, como manter sempre essa atitude de curiosidade perante o mundo.
A minha sociologia diz-me que o meu percurso escolar não teve grandes percalços porque não pertenço a um meio particularmente desfavorecido. É evidente que sim, é um factor importante. Devo muito aos meus pais os incentivos que deles recebi a conseguir lutar pelos meus objectivos. Mas de qualquer forma acredito que seja possível a qualquer aluno o conseguir ter um percurso de sucesso escolar - o que não passa nunca pelo rebaixar contínuo da condição de professor, mas antes pelo seu estímulo.
É importante notar que a escola é feita em primeiro lugar para se aprender, para se "aprender a gostar de aprender", e tal não se consegue através de facilitismos imbecis (como a questão das provas globais de Português em escolha múltipla... pasmei perante tal exemplo), mas através de uma ética muito forte de trabalho árduo - e também de prazer em aprender. As medidas que têm vindo a ser criadas no sentido de "facilitar" as matérias, para que o aluno "não se assuste" (ou lá para o que será), têm como resultados práticos o que se vê todos os dias: pessoas da minha idade que não sabem a diferença entre um "há" e um "à", que escrevem e dizem as mais incríveis barbaridades, que não se podem "dar ao trabalho" de conceber um ensaio de raiz sem tentar copiar de algum lado... Ser-se realmente bom parece ser algo reservado a uns poucos sobreviventes deste enorme barco à deriva que é o sistema de ensino que temos.
Simplesmente dói-me este "chico-espertismo" ser institucionalizado pelo próprio sistema de ensino. Acredito que continue a haver bons professores... não sei é como esta classe - já de si tão pouco unida, parecendo por vezes estranhamente incapaz de se mobilizar para lutar pelo estatuto da profissão - conseguirá manter-se à tona de tantas reformas e erros conceptuais vindos dos vários ministérios da Educação. Resta-me desejar-lhes coragem.

Ágata Sequeira
Almada



Publicado por prof às 22:57
link do artigo | Adicionar aos favoritos

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Este blog é dos autores que já aderiram, a saber:
Pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


Artigos recentes

Passeios pelo Porto

1.º dia mundial da rádio

Quo vadis Portugal?

Guimarães, capital europe...

Pelo Jornal de Notícias

Quo vadis Portugal?

41.º encontro do curso

Finanças

Portugal, aos poucos, vai...

Cimeira

Passeio JN/FNAC de 27 de ...

Homenagem ao fado

Lançamento de livro

São Martinho

Entrega de prémios

Passeios pelo Porto

PPP = Parcerias Público P...

Estou revoltado.

Por favor, comentem.

Orgulho-me de ser paranhe...

Proclamação da República ...

Passeio JN/FNAC de 25 de ...

Quo vadis Portugal?

Passeios pelo Porto

Dia 24 de agosto

Violência em Londres

A cidade do Porto

O dia-a-dia

Efeméride

Dia da Amizade

Conhecer melhor a cidade ...

Conhecer melhor a cidade ...

Onde chegaste tu, Portuga...

Deprimente

Quem nos governou

Dia da mãe

Dia da Terra

Passeios pelo Porto

Tributo a Yuri Gagarin

Passeios pelo Porto

Rosa Albardeira - Baile P...

Passeios pelo Porto

Passeios pelo Porto

Dúvida

Dia do Pai

Homenagem

Passeios pelo Porto

Passeios pelo Porto

Desafio

A barragem do Tua

Arquivos

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Marcadores

1.º dia da rádio

24 de agosto

25 de abril

41.º encontro

5 de outubro

a "arma"

a escola já não é a mesma

A não perder

abril 2006

álcool

aliados

alimentação

almoço de 2005

aniversário

aniversários

antonio barreto

apelo

autores portugueses

avc

bibliotecas

boas vindas

bruxelas

capital cultura 2012

carnaval

cascatas

cidade

cinema

comboios

como participar no blog

comunicados

concurso fotografia

conhecer a cidade

consumidor

contrastes

conversas

crítica

Crítica

crónica de domingo

crónicas

cultura

debates

deprimente

desabafos

desafio

desafios e enigmas

desporto

destaques

dia da água

dia da amizade

dia da música

dia da poesia

dia do café

dia do consumidor

dia do não fumador

dia do pai

dia dos namorados

dia internacional da mulher

dia-a-dia

distinções

educação

Efeméride

efemérides

Efemérides

eleições

encontro 2007

encontro 2008

enganada

entrevistas

erros

espaço de pensamentos

estado de espírito

estou revoltado

europa

fado

feiras rurais

férias

Férias

finanças

fiscalidade

futebol

germano silva

guimaraes

lamentos

lembranças

lendo

livros

música

natal 2008

natal 2009

o porto a pé

passeios

porto

quo vadis portugal

quotidiano

república

são joão

são martinho

Subterrâneos

viagens

visitas guiadas

todas as tags

Ligações úteis
Participar

participe neste blog

mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds