Os autores deste jornal virtual cumprimentam todos os que passam os olhos pelos assuntos destas páginas.
Terça-feira, 7 de Agosto de 2007
Pela ruralidade - O puto das chancas

Sacola de pano de serapilheira estampada com um cavalinho, às costas, lá ia o petiz de chancas, pois claro, cheio de nove horas para a escolinha. Os filhos dos caseiros iam de tamancos.
Lá em casa era o sermão do costume, que era preciso estudar para ser gente e fazer um brilharete. Os filhos de fulano nunca saíram da cepa torta, entrava-me pelos ouvidos, pois não conheciam uma letra do tamanho de um carro de mato e, por isso, andavam atrás do rabo das vacas!...
A professora, já aqui falei nela pela positiva, não era para tretas, a coisa era mesmo a doer. Na Língua Portuguesa a caligrafia, ortografia, o saber redigir fiava fininho. Cada erro, cada reguada.
Na Matemática era tudo levado aos extremos. Lembro-me que o caderno de problemas tinha nas últimas páginas as “soluções”. Pois eram surripiadas pela professora que não dava a mínima chance para palpites problemáticos.
E a História de Portugal era toda encornada e então era cá cada sabatina!...
Os trabalhos de casa também davam luta, eram feitos à noite à luz da candeia.
Na 4ª classe o exame era preparado com grande empenho e “glamour” quer pela professora quer pelos alunos. E era uma mais valia ir fazer o exame à sede do concelho, tendo o puto de chancas, que agora ia de sapatos, o privilégio de ir estrear uma caneta de tinta permanente!...

  Fiquem bem, antonio


Marcadores:

Publicado por antonioduvidas às 09:40
link do artigo | Comentar | Adicionar aos favoritos

1 comentário:
De Franc a 7 de Agosto de 2007 às 23:49
«...estrear uma caneta de tinta permanente!» Ai que saudades eu tenho desse dia. Que imagens de admiração retenho daquela caneta verde e preta da Pelikan que os padrinhos se orgulhavam de oferecer ou que os pais se «esfalfavam» por poder oferecer. É que não era preciso estar sempre a molhar o bico ou aparo. E o estatuto que era ter uma caneta daquelas? Contado, é difícil acreditar. Só visto. É muito difícil ter as palavras adequadas para narrar com exactidão. E depois do sucesso no exame da 4.ª classe,vinha o exame de «admissão». Ou os exames, pois na dúvida de qual caminho indicar era melhor fazer os dois. Quais dois? O exame de admissão ao ciclo preparatório do ensino técnico e o exame de admissão ao ensino liceal. As famílias procuravam chegar a um consenso ouvindo pareceres. Deitavam-se com muitas dúvidas. Ao jantar eram apresentadas as últimas opiniões emitidas pelo patrão ou pela encarregada da fábrica. E nós, os miúdos, os catraios, os alunos que agora se chamam educandos, nem piávamos. Aliás, voto na matéria só se fosse a ver quem dizia primeiro «primas» quando se tratava de um jogo novo. E por último, «the last but not the least», a comunhão solene. Ei, que maravilha, como aquela caneta de tinta permanente no bolso do casaco e o relógio de pulso davam estatuto. E por aqui me fico com os olhos mais húmidos do que é habitual. Obrigado António por me fazeres reviver estas imagens. Francisco.


Comentar artigo

Este blog é dos autores que já aderiram, a saber:
Pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


Artigos recentes

Passeios pelo Porto

1.º dia mundial da rádio

Quo vadis Portugal?

Guimarães, capital europe...

Pelo Jornal de Notícias

Quo vadis Portugal?

41.º encontro do curso

Finanças

Portugal, aos poucos, vai...

Cimeira

Passeio JN/FNAC de 27 de ...

Homenagem ao fado

Lançamento de livro

São Martinho

Entrega de prémios

Passeios pelo Porto

PPP = Parcerias Público P...

Estou revoltado.

Por favor, comentem.

Orgulho-me de ser paranhe...

Proclamação da República ...

Passeio JN/FNAC de 25 de ...

Quo vadis Portugal?

Passeios pelo Porto

Dia 24 de agosto

Violência em Londres

A cidade do Porto

O dia-a-dia

Efeméride

Dia da Amizade

Conhecer melhor a cidade ...

Conhecer melhor a cidade ...

Onde chegaste tu, Portuga...

Deprimente

Quem nos governou

Dia da mãe

Dia da Terra

Passeios pelo Porto

Tributo a Yuri Gagarin

Passeios pelo Porto

Rosa Albardeira - Baile P...

Passeios pelo Porto

Passeios pelo Porto

Dúvida

Dia do Pai

Homenagem

Passeios pelo Porto

Passeios pelo Porto

Desafio

A barragem do Tua

Arquivos

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Marcadores

1.º dia da rádio

24 de agosto

25 de abril

41.º encontro

5 de outubro

a "arma"

a escola já não é a mesma

A não perder

abril 2006

álcool

aliados

alimentação

almoço de 2005

aniversário

aniversários

antonio barreto

apelo

autores portugueses

avc

bibliotecas

boas vindas

bruxelas

capital cultura 2012

carnaval

cascatas

cidade

cinema

comboios

como participar no blog

comunicados

concurso fotografia

conhecer a cidade

consumidor

contrastes

conversas

crítica

Crítica

crónica de domingo

crónicas

cultura

debates

deprimente

desabafos

desafio

desafios e enigmas

desporto

destaques

dia da água

dia da amizade

dia da música

dia da poesia

dia do café

dia do consumidor

dia do não fumador

dia do pai

dia dos namorados

dia internacional da mulher

dia-a-dia

distinções

educação

Efeméride

efemérides

Efemérides

eleições

encontro 2007

encontro 2008

enganada

entrevistas

erros

espaço de pensamentos

estado de espírito

estou revoltado

europa

fado

feiras rurais

férias

Férias

finanças

fiscalidade

futebol

germano silva

guimaraes

lamentos

lembranças

lendo

livros

música

natal 2008

natal 2009

o porto a pé

passeios

porto

quo vadis portugal

quotidiano

república

são joão

são martinho

Subterrâneos

viagens

visitas guiadas

todas as tags

Ligações úteis
Participar

participe neste blog

mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds